EVOÉ BACO!!!

BEM-VINDO AO BACANAL DAS ARTES!

UM CANAL PARA INTERAÇÕES, DISCUSSÕES, INDICAÇÕES DE TRABALHOS ARTÍSTICOS, CURIOSIDADES E AFINS...

COMENTEM E INTERAJAM!!!

ps: A imagem de apresentação do Blog foi criada por MARCIO BENVENUTO. Cada letra do nome do blog é formada por uma imagem corporal feita por dois artistas de nomes desconhecidos.

23 de out de 2012

S.O.S. Guarani Kaiowá - o triste fim do povo da Dança das manhãs


Os Indios Guarani Kaiowá, do Mato Grosso do Sul, que lutam há anos pelo direito as suas terras, anunciaram suicidio coletivo por falta de esperança em viver com dignidade depois de terem suas terras ocupadas por latifundiarios.



Leia abaixo a carta pública escrita pelos indigenas:

 "Carta da comunidade Guarani-Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay-Iguatemi-MS para o Governo e Justiça do Brasil 

Nós (50 homens, 50 mulheres e 70 crianças) comunidades Guarani-Kaiowá originárias de tekoha Pyelito kue/Mbrakay, viemos através desta carta apresentar a nossa situação histórica e decisão definitiva diante de da ordem de despacho expressado pela Justiça Federal de Navirai-MS, conforme o processo nº 0000032-87.2012.4.03.6006, do dia 29 de setembro de 2012. Recebemos a informação de que nossa comunidade logo será atacada, violentada e expulsa da margem do rio pela própria Justiça Federal, de Navirai-MS. 

Assim, fica evidente para nós, que a própria ação da Justiça Federal gera e aumenta as violências contra as nossas vidas, Iguatemi-MS-Mapaignorando os nossos direitos de sobreviver à margem do rio Hovy e próximo de nosso território tradicional Pyelito Kue/Mbarakay. Entendemos claramente que esta decisão da Justiça Federal de Navirai-MS é parte da ação de genocídio e extermínio histórico ao povo indígena, nativo e autóctone do Mato Grosso do Sul, isto é, a própria ação da Justiça Federal está violentando e exterminado e as nossas vidas. Queremos deixar evidente ao Governo e Justiça Federal que por fim, já perdemos a esperança de sobreviver dignamente e sem violência em nosso território antigo, não acreditamos mais na Justiça brasileira. 

 A quem vamos denunciar as violências praticadas contra nossas vidas? Para qual Justiça do Brasil? Se a própria Justiça Federal está gerando e alimentando violências contra nós. Nós já avaliamos a nossa situação atual e concluímos que vamos morrer todos mesmo em pouco tempo, não temos e nem teremos perspectiva de vida digna e justa tanto aqui na margem do rio quanto longe daqui. Estamos aqui acampados a 50 metros do rio Hovy onde já ocorreram quatro mortes, sendo duas por meio de suicídio e duas em decorrência de espancamento e tortura de pistoleiros das fazendas. 

Moramos na margem do rio Hovy há mais de um ano e estamos sem nenhuma assistência, isolados, cercado de pistoleiros e resistimos até hoje. Comemos comida uma vez por dia. Passamos tudo isso para recuperar o nosso território antigo Pyleito Kue/Mbarakay. De fato, sabemos muito bem que no centro desse nosso território antigo estão enterrados vários os nossos avôs, avós, bisavôs e bisavós, ali estão os cemitérios de todos nossos antepassados. 

Cientes desse fato histórico, nós já vamos e queremos ser mortos e enterrados junto aos nossos antepassados aqui mesmo onde estamos hoje, por isso, pedimos ao Governo e Justiça Federal para não decretar a ordem de despejo/expulsão, mas solicitamos para decretar a nossa morte coletiva e para enterrar nós todos aqui. 

Pedimos, de uma vez por todas, para decretar a nossa dizimação e extinção total, além de enviar vários tratores para cavar um grande buraco para jogar e enterrar os nossos corpos. Esse é nosso pedido aos juízes federais. Já aguardamos esta decisão da Justiça Federal. Decretem a nossa morte coletiva Guarani e Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay e enterrem-nos aqui. Visto que decidimos integralmente a não sairmos daqui com vida e nem mortos. 

Sabemos que não temos mais chance em sobreviver dignamente aqui em nosso território antigo, já sofremos muito e estamos todos massacrados e morrendo em ritmo acelerado. Sabemos que seremos expulsos daqui da margem do rio pela Justiça, porém não vamos sair da margem do rio. Como um povo nativo e indígena histórico, decidimos meramente em sermos mortos coletivamente aqui. Não temos outra opção esta é a nossa última decisão unânime diante do despacho da Justiça Federal de Navirai-MS. 

 Atenciosamente, Guarani-Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay"
  
Entenda um pouco sobre a Cultura Guarani Kaiowa, e o conflito com os latifundiarios, assistindo os vídeos Guarani Kaiowá - o conflito da terra - parte I e II abaixo. :

Parte 01

Parte 02

“A nossa dança é o dono das manhãs, 
a nossa dança para nós são coisas boas que ainda temos. 
A nossa dança vai onde vocês estão. 
Para que nossos parentes saibam onde estamos nós que cantamos assim. 
Eu estou contando para que todos ouçam nossos trabalhos. 
Para que meus parentes que vivem em todas as terras saibam que esses cantos vêm dos filhos de Deus. 
Para que todos saibam que essa dança é do nosso dono, nosso grande pai. 
É tudo dele, por isso nós estamos passando aqui. 
Para que ouçam crianças, homens e mulheres. 
Para que saibam e não se preocupem. 
Nós que vivemos aqui na terra, mesmo com dificuldades, lembramos de nosso pai queestá no céu, ele é o nosso rei e o nosso salvador”. 

Depoimento do Cacique Getúlio do Povo (Guarani Kaiowá – Mato Grosso do Sul) extraído do vídeo Guarani Kaiowá – O conflito da terra (Imã Foto Galeria). 
Fotos extraídas da internet
 Assine a Petição de apoio aos Indios Guarani Kaiowá que será entregue a Presidente Dilma. É rápido. Só alguns segundos e você pode salvar muitas Vidas e uma Cultura em extinção. Clique aqui!

2 comentários:

  1. Sra.Marta Maria Azevedo estava lá com o rosto pintado de vermelho. Será algo problemático para o Congresso já que todos: ONG, organizações privadas e sem fins lucrativos vão estar juntas.

    E há mais um agravante: A Conferência Internacional Anticorrupção será no próximo mês em Brasilia. Vai ser complicado este assunto nos bastidores por lá.

    ResponderExcluir
  2. Fora a pressão internacional que o Governo já sofre por desrespeitos aos Direitos Humanos, e que pode se agravar ainda mais com mais esse genocídio!
    É tristemente revoltador ver o que está sendo feito a esse povo!
    S.O.S. Guarani Kaiowá!!!

    ResponderExcluir

Comente! Participe! Interaja!