EVOÉ BACO!!!

BEM-VINDO AO BACANAL DAS ARTES!

UM CANAL PARA INTERAÇÕES, DISCUSSÕES, INDICAÇÕES DE TRABALHOS ARTÍSTICOS, CURIOSIDADES E AFINS...

COMENTEM E INTERAJAM!!!

ps: A imagem de apresentação do Blog foi criada por MARCIO BENVENUTO. Cada letra do nome do blog é formada por uma imagem corporal feita por dois artistas de nomes desconhecidos.

29 de nov de 2010

Projeto Puente promove encontro de Eugenio Barba e Aderbal Freire-Filho no Teatro Poeira - RJ

Julia Varley em “O castelo de Holstebro”

Realizado desde 2006, pelo Teatro Poeira, com patrocínio da Petrobras, o Projeto Puente traz ao Rio de Janeiro o mestre da Antropologia Teatral e fundador do Odin Teatret, o diretor Eugenio Barba para o Seminário Cruzamento de Dramaturgias, que dividirá com Aderbal Freire-Filho entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro, no Teatro Poeira. Antes, na noite de 29 de novembro, a atriz inglesa Julia Varley apresenta ao público a peça “O castelo de Holstebro”, que integra o repertório do Odin Teatret.

PROGRAMA


DIA 29/11, SEGUNDA-FEIRA

Apresentação da peça “O castelo de Holstebro”

Sinopse: O espetáculo se move na paisagem mutável e repetitiva do tempo, para perder-se num labirinto de personagens e situações em busca de memórias perdidas. O Castelo de Holstebro é um castelo fantasma habitado por produtos da imaginação. Um castelo invisível, que o espetáculo traz à vida através de um processo teatral que segue o caminho de "fluxos de consciência", utilizado na literatura. O Castelo de Holstebro é o mundo que se torna um sonho e o sonho que se torna um mundo. Dentro de suas muralhas uma jovem e seu eterno companheiro estabelecem um diálogo da mesma forma que pensamentos se aventuram na lógica oposta da experiência. Como a borboleta no estado de larva, uma mulher vestida de branco nasce de seu admirador irônico. Fala com ele e em seguida torna-se ele. Ele é seguro de si mesmo, cínico e cheio de vida. Ela vive na água, entre flores e ilusões. Ele é encantador, vivaz; muda dimensões de forma dramática; está interessado no espectador e é curioso. Ela é capaz de viver em um mundo de quimera, onde o amor sorri desde uma imaginação pura e brilhante.
Direção: Eugenio Barba

Interpretação: Julia Varley

Horário: 21h

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 50 minutos



DIA 30/11, TERÇA-FEIRA

Seminário Cruzamento de Dramaturgias (exclusivo aos participantes selecionados):

09:30h às 13h – Eugenio Barba ensaia com Julia Varley.

14:30h às 18h – Aderbal Freire-Filho ensaia com Raquel Iantas, Isio Ghelman, Candido Damm e Gillray Coutinho.

Demonstração de Trabalho (aberta ao público):

18:30h – Demonstração de “O eco do silencio” por Julia Varley.

Sinopse: O eco do silêncio é uma demonstração de trabalho que descreve as vicissitudes da voz de uma atriz e os estratagemas que ela cria para 'interpretar' um texto. A voz da atriz e o texto apresentado aos espectadores compõem a música de um espetáculo. No teatro, que aparentemente é livre dos códigos que conhecemos na música, a atriz precisa criar um labirinto de regras, referências e resistências para seguir ou não, de modo a atingir uma expressão pessoal e reconhecer sua própria voz. O eco do silêncio toca em alguns momentos desse processo permitindo à percepção do espectador deslizar através da disciplina técnica revelando a pessoa por traz do ator e o silêncio por traz da voz.

Ingressos: GRÁTIS, com distribuição de senhas a partir das 15h.
Classificação indicativa: Livre

Duração: 90 minutos



DIA 01/12, QUARTA-FEIRA

Seminário Cruzamento de Dramaturgias (exclusivo aos participantes selecionados):

09:30 às 13h – Eugenio Barba trabalha com Julia Varley

14:30h às 18h – Aderbal Freire ensaia com Raquel Iantas, Isio Ghelman, Candido Damm e Gillray Coutinho

Demonstração de Trabalho (aberta ao público):

18:30h – Demonstração de “O irmão morto” por Julia Varley.

Sinopse: O irmão morto é uma demonstração sobre como os espetáculos são feitos no Odin Teatret. Descreve os estágios do trabalho, que partindo de um texto poético conduzem à 'poesia no espaço': o espetáculo. Apresenta os diferentes estágios do processo em que texto, atriz e diretor interagem. Mostra os primeiros passos de como a atriz cria sua própria presença de palco até o último passo em que o texto, através da forma e precisão das ações, adquire ritmos e densidade de sentido. As energias do espectador podem dançar, mental e sensorialmente. O criador não reconhecido no teatro é o espectador. O irmão morto é uma demonstração de trabalho onde o 'milagre da água fresca' é explicado com uma sucessão de fórmulas químicas e então apresentado no momento em que os elementos não podem mais ser separados e explicados, mas somente vivenciados.

Ingressos: GRÁTIS, com distribuição de senhas a partir das 15h.
Classificação indicativa: Livre

Duração: 60 minutos



DIA 02/12, QUINTA-FEIRA

Seminário Cruzamento de Dramaturgias (exclusivo aos participantes selecionados):

09:30h às 13h – Eugenio Barba ensaia com Julia Varley

14:30h às 18h – Aderbal Freire ensaia com Raquel Iantas, Isio Ghelman, Candido Damm e Gillray Coutinho

Demonstração de Trabalho (aberta ao público):

18:30h – Demonstração de “O tapete voador” por Julia Varley.

Sinopse: O texto é um tapete que deveria voar para longe: com esta frase se inicia a demonstração de fragmentos de textos pertencentes aos espetáculos que a atriz Julia Varley tem desempenhado ao longo de seus 30 anos, com o Odin Teatret. E algumas explicações essenciais acompanham o trabalho vocal que ilustra a passagem das palavras escritas no espaço, da frieza do papel a liberdade da interpretação.

Ingressos: GRÁTIS, com distribuição de senhas a partir das 15h.
Classificação indicativa: Livre

Duração: 60 minutos


SERVIÇO

Teatro Poeira. Rua São João Batista 104, Botafogo. Telefone: 2537-8053

Funcionamento da bilheteria: 3ª a sábado de 15h às 21h e domingo de 15h às 19h

Informações e Incrições: http://www.teatropoeira.com.br/

fonte: Ney Motta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Participe! Interaja!