EVOÉ BACO!!!

BEM-VINDO AO BACANAL DAS ARTES!

UM CANAL PARA INTERAÇÕES, DISCUSSÕES, INDICAÇÕES DE TRABALHOS ARTÍSTICOS, CURIOSIDADES E AFINS...

COMENTEM E INTERAJAM!!!

ps: A imagem de apresentação do Blog foi criada por MARCIO BENVENUTO. Cada letra do nome do blog é formada por uma imagem corporal feita por dois artistas de nomes desconhecidos.

17 de mar de 2010

Vincent Van Gogh - A manifestação do invisível

Os comedores de batata - Van Gogh
"Os quadros de Van Gogh exalam vida. Apesar de apenas tinta sobre tecido, não são obras estáticas e mortas. Ali tudo se move, tudo pulsa; o movimento do interior, do sentimento do artista, explode e se manifesta surpreendentemente e com tal força que a matéria vira onda, energia e não cessa jamais. As estrelas estão vivas e pulsantes, os campos se movem com o vento, as luzes dos bares faíscam, os rostos respiram. Quase sentimos o cheiro das ruas, dos campos, de seus girassóis, seus apriscos estão crescendo em direção ao céu.

Numa cena noturna, a calçada de um bar se transforma num mundo encantado. As luzes parecem piscar; escutamos os risos e o murmurinho das moças e dos beberrões, as árvores em volta balançam com o sussurrar dos casais. Uma lua imensa está pousando; essa é a palavra: “pousando” sobre a cena, pois que ela não para e parece que vai beijar a terra. Movimento! Tudo é movimento porque tem alma. Sem alma um corpo não vive. As obras de Vincent Van Gogh são obras do movimento, do espírito que não cessa de viver."

O texto acima, trata-se de trecho do artigo "Van Gogh - A manifestação do Invisível", que faz parte da série Luz e Arte, publicado originalmente na Revista Lume Arquitetura e também no blog http://valmirperez.blogspot.com/ (que traz uma série de dicas sobre iluminação).
No artigo, o Lighting Designer Walmir Perez, desenvolve uma análise sobre a obra do mestre holandês e os paralelos que podemos fazer com a arte da iluminação.

Para ler o texto na integra, clique no link abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Participe! Interaja!